quarta-feira, 30 de abril de 2014

Altruísmo contra a depressão (?)


O jornal Proceedings of the National Academy of Sciences (Pnas) publicou, semana passada, um estudo onde foi afirmado que jovens entre 15 e 16 anos que gostam de se engajar em atividades sociais tem chances menores de desenvolver depressão. Isto porque nesta idade é muito maior a intensidade do prazer relacionado ao sentimento de recompensa. Em síntese, a pessoa se sente melhor fazendo o bem ao próximo de uma forma mais enfática neste período de vida do que em qualquer outro. 

Os pesquisadores analisaram a atividade no estriado ventral, parte do cérebro responsável por regular o prazer quando relacionado à recompensa, enquanto os adolescentes realizavam um desafio em que podiam doar dinheiro a alguém necessitado, ficar com ele ou ainda tomar investir esperando conseguir mais. No período de um ano foram analisados sintomas de depressão relacionados à decisão tomada por cada participante. O resultado disso foi que, aqueles adolescentes que investiram o dinheiro desenvolveram sintomas acentuados de depressão; em contrapartida, aqueles que doaram à entidades sociais não tiveram quase nenhum sintoma da doença. "É interessante que a mesma área do cérebro pode prever prejuízos ou incentivos ao bem-estar", afirma uma das pesquisadoras.

Achei esta pesquisa interessante do ponto de vista de melhorias para uma melhor qualidade de vida, mas dizer que isso acontece através de atos altruístas não entra na minha cabeça pelo simples fato de que: Tanto as pessoas que investiram o dinheiro quanto aquelas que doaram, ambas buscavam a realização própria. O diferencial é que aquelas que investiram buscaram isso através de um meio que a sociedade, de um modo geral, julga egoísta; mas esta mesma sociedade não leva em conta também que quando algum dinheiro é doado a alguém ou a instituições sociais, grande parte das pessoas que o fazem buscam reconhecimento, nem que seja particular. E isso não deixa de ser egoísmo. De altruísmo não tem basicamente nada. E isso inclui aquelas que fazem doações anônimas. Essas doações geralmente nunca ficam 100% no anonimato e mesmo que ficassem, só o fato de a pessoa se sentir "superiorizada" ou "pessoalmente realizada" com aquela atitude de doação, já desbanca qualquer possibilidade de existir altruísmo. 

                            

Em um episódio de Friends, a personagem Phoebe discute o tempo todo com o Joey com relação a atos altruístas. Quando o Joey diz pra ela que toda ação altruísta na verdade visa algum tipo de reconhecimento, ela se empenha em tentar provar o contrário. E no final, acaba não conseguindo. 

Ajudar o próximo sempre foi e sempre será uma atitude reconfortante do ponto de vista interno e externo. E não existe mal nisso. Assim como não existe mal também em você querer aplicar seu dinheiro ao invés de fazer uma doação. Fazer bem ao próximo SEMPRE vai ser algo bem visto independente se há ou não algo por trás desta atitude. Isto porque a sociedade já impôs este tipo de pensamento. Assim também funciona no contrário. O que importa, no final das contas, é a forma como você vai estar consigo mesmo sem se deixar abater por possíveis julgamentos externos. Esses sim são os grandes responsáveis por depressões e doenças de todo o tipo. 

22 comentários:

  1. Lembro desse episódio, é realmente confuso, mas como vc disse precisamos desencanar dos julgamentos... O que os outros pensam da gente não é problema nosso, não é mesmo? Já fiquei deprimida por isso, fui me encolhendo... Hoje não estou nem aí...
    Bjos

    chuvadecamelias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Carlinha!! Eu também já passei por uns mal bocados por causa disso!!

      Isso mesmo, temos que abstrair disso!! Beijos!!

      Excluir
  2. Concordo, muitas pessoas ajudam o próximo para se sentirem bem consigo mesmas, não concordo é por exemplo, quando empresas fazem doações chamadas de marketing social, isso sim é muito feio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade.. essas ações de empresas acho extremamente apelativas.. ajudam mas acabam se auto promovendo junto e a boa intenção fica em segundo plano.

      Excluir
  3. Se eu me sentir bem por fazer outras pessoas se sentirem bem, é melhor do que me sentir bem a fazer com que se sintam mal, não é? Ahahah
    Com isto quero dizer que é verdade que o ser humano busca sempre alguma forma de retribuição afetiva dos seus atos. Não quer dizer que o ato em si tivesse sido praticado apenas visando o reconhecimento pessoal, mas todos nós gostamos de ouvir um obrigado quando ajudamos a velhinha a atravessar a rua, mesmo quando ela não quer atravessar. Ahahahah

    Quanto ao comentário ao meu post, não concordo nada com essa ideia de preconceito contra os brasileiros. Pelo contrário, o povo português é dos povos mais hospitaleiros e menos preconceituosos da Europa. Basta olhar o nosso passado colonialista que, apesar de todas as atrocidades cometidas em África e de se ter prolongado por mais tempo, não se compara com o passado racista e esclavagista dos ingleses e holandeses. Salvo as excepções extremas, que também as houve e que não pretendo "branquear", nós "misturámo-nos", integrámo-nos nas comunidades que colonizámos e ainda hoje recebemos e convivemos de uma forma exemplar e igualitária, com os povos dos chamados PALOPS.
    Há racistas em Portugal, como há em todo o mundo, mas como disse, de modo geral, não somos preconceituosos. Contamos anedotas sobre pretos e sobre os nossos alentejanos, da mesma forma graciosa e amistosa com que os brasileiros contam anedotas sobre os bigodes das portugueses. xD
    Os únicos defeitos que eu próprio aponto aos brasileiros, é fazerem muito barulho, muitas festas e churrascos e deixarem-nos a roupa do estendal a cheirar a picanha. Eheheheh
    Mesmo isso não acontece com todos. Temos atualmente duas famílias a viver no prédio do lado que não incomodam e até avisam para tirarmos a roupa da corda, antes de acenderem o carvão. xD
    Portanto, quando quiseres visitar Portugal, não tenhas receio de dizer que és brasileira, até porque o sotaque não deixa margem para dúvidas xD. Mas nós não perseguimos nem maltratamos ninguém. A sério, Portugal é um país multicultural e até se conta uma anedota em que se diz que apertamos a mão a um branco com o mesmo carinho com que apertamos o pescoço a um preto. Ahahah
    Isto é anedota, ok? Looooooooool

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo meu querido, por isso disse que não generalizo. Quanto aos brasileiros, de modo geral são sim bastante festeiros e isso é algo que, inclusive, me incomoda um bocado. Meus vizinhos são extremamente barulhentos, por vezes tenho vontade de tacar uma bomba na casa ao lado.

      Disse isso para ti por relatos de amigos meus que vivem aí, mas claro que isso representa uma parcela das pessoas, né? Mas me assusta um bocado. Como diz em matérias como esta:

      http://noticias.uol.com.br/album/2014/01/30/campanha-denuncia-casos-de-discriminacao-e-xenofobia-na-universidade-de-coimbra.htm

      Por isso tenho um certo receio, mas ainda visitarei o país. (: Um amigo meu daí, o David, disse-me que existem praias fantásticas por estas bandas e é algo que me chama atenção. E sei que preconceito existe em todo lugar mas é diferente lidar com isso estando longe dos seus né. Entretanto, reconheço que como existe isso também existem pessoas boas em todos os lugares como se faz presente na minha vida váários amigos e amigas portugueses.

      Entendi a anedota. hehe

      Excluir
  4. r: muito obrigada minha querida :D

    ResponderExcluir
  5. Acho a pior coisa do mundo quando as pessoas ou entidades ajudam só para ficarem bem vistas. É tão mas tão falso.

    ResponderExcluir
  6. Que coisa... :/

    R: Aww obrigada :')

    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Verdade! O altruísmo não deixa de ser verdadeiramente egoísta, pois tanto realiza quem recebe a dádiva como quem a dá!

    ResponderExcluir
  8. O negócio é ser você mesmo, e não se importar com a opinião alheia, beijos
    http://girlsmachine.tk/

    ResponderExcluir
  9. Otimo post, linda.
    Bem vinda de volta

    Beiiijo

    ResponderExcluir
  10. R: Antes de mais, muito obrigada, Tanara!!
    Também gostei muito do teu cantinho e estou a segui-te. Beijinho :)

    ResponderExcluir
  11. Oi Tanara, vim conhecer o seu blog e amei, obrigada por visitar o meu, já estou te seguindo com muito carinho, segue de volta?
    http://www.arionetorres.blogspot.com.br/
    http://cantinho-dos-baixinhos.blogspot.com.br/
    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Ao ajudarmos o outro também nos ajudámos

    ResponderExcluir

Geralmente responderei no blog de cada um, e caso não responda lá, respondo aqui.
Comentários de pessoas que não leram relacionados ao que foi escrito, serão desconsiderados.
Ofensas, palavras de baixo calão e críticas negativas também!

No mais, fiquem à vontade!!