terça-feira, 20 de maio de 2014

Sobre aparências

Não é de hoje que se sabe que a maioria das pessoas (sobre) vive de aparências. Isso porque nós mesmos somos muito pouco tolerantes quando o assunto é aceitar o próximo no seu modo "cru". É perfeitamente aceitável querermos expressar nosso modo de pensar e de agir, muitas vezes tentando enfiar "goela abaixo" nossa concepção na cabeça dos outros, mas quando o processo acontece inversamente, imediatamente surgem frases hipócritas como "não acredito que ele(a) falou uma coisa dessas sobre isso (aquilo)". 

Precisamos colocar de uma vez por todas uma coisa (óbvia) na cabeça: julgar é algo errado. E da mesma forma que ninguém gosta de ter um dedo apontado na cara de forma hostil explicitando erros, não devemos fazer o mesmo com os outros. Fim. É um conceito clichê e difundido epidemialmente mundo a fora mas muito pouco praticado. 

Todo mundo pensa de forma diferente e é direito nosso (garantido por lei - liberdade de expressão) colocar isso pra fora. Assim como é perfeitamente aceitável que fatores externos nos faça por vezes, mudar de visão quando bem entender. Tenho certeza de que pelo menos 60% dos nossos problemas poderiam ser evitados se pudéssemos expor o que pensamos livremente. Sem medo de censuras, retaliações, penalidades. Isso em todos os âmbitos, seja profissional, afetivo, religioso.. 

Guardar o que sentimos ou dizer, e ter como resultado censuras infundadas, nos adoece e nos torna pessoas amargas. É ruim gente. Não vale a pena deixar de falar algo que te incomoda só porque o grupo de pessoas com as quais você convive não aceitaria seu modo de pensar. Não vale a pena ficar em uma relação desgastada somente para dizer que está com alguém. Não vale a pena se forçar a concordar com uma opinião massificada quando a sua difere totalmente daquilo. Tudo isso com respeito, claro. Quem está do outro lado não irá sofrer com isso, mas sim você.

Aprendamos a ser agradáveis com os outros sendo justos com nós mesmos. 





3 comentários:

  1. Seria tudo tão mais fácil, se a gente não tivesse que pensar nos julgamentos alheios e só vivesse a vida como a gente quer.

    Ótimo post!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do texto! Reflecte os dias de hoje, infelizmente...

    ResponderExcluir
  3. Concordo com a parte em que não se deve julgar porque é errado!! Beijinhos fofinhos!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt

    ResponderExcluir

Geralmente responderei no blog de cada um, e caso não responda lá, respondo aqui.
Comentários de pessoas que não leram relacionados ao que foi escrito, serão desconsiderados.
Ofensas, palavras de baixo calão e críticas negativas também!

No mais, fiquem à vontade!!