sexta-feira, 8 de agosto de 2014

8 Não aprendi a dizer adeus..

"A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que eu amo sem tira-las do meu coração"
 
 
 
Uma das coisas mais difíceis e dolorosas na nossa caminhada é a despedida. E ela se torna pior quando não se trata de situações de morte e quando abrange situações em que o adeus é dado contra nossa escolha. Por vezes precisamos abrir mão de determinadas pessoas mesmo sem querer.
 
Isso acontece quando amamos um namorado mas a relação já não está boa; acontece quando amamos um (a) amigo (a) mas seu jeito destrutivo demais nos afasta; Acontece quando não temos mais tempo para cuidar do nosso bichinho de estimação e nos vemos na situação de doá-lo para alguém que tenha.. enfim. Em todos esses casos dificilmente o sentimento de amor acaba imediatamente junto com a relação. E essa parte dói muito.
 
Recomeçar sem um ente querido e se despedir dele ainda em vida nos trás uma dor sem igual mas a experiência que vem por trás é tão grande quanto. Se tem uma coisa que as despedidas proporcionam é força, resiliência, cuidado em novos relacionamentos e, sobretudo, a certeza de que muuuitas deixar alguém para trás não significa deixar de amar essa pessoa. Significa apenas que o amor já não é mais suficiente para sustentar a relação.